[Resenha] Blackbird - A Fuga | Anna Carey

Sinopse:

VOCÊ NÃO SABE

QUEM VOCÊ É.

MAS ELES SABEM.

Você acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem lembrar quem você é. Há uma mochila a seus pés contendo uma troca de roupas, mil dólares em espécie, um número de telefone e a instrução "Não ligue para a polícia".

Você mal tem tempo para descobrir a sua identidade, perguntas rodopiando em sua cabeça. Quem é você? Como você chegou aqui? O que você fez? O que significa a tatuagem de um pássaro e o código FNV02198 em seu pulso?

Só há uma coisa que você sabe com certeza: estão tentando te matar. E a verdade é mais perturbadora que você jamais imaginou.



Uma garota acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem saber nada sobre si mesma e sobre como foi parar ali. Ela só sabe que está sozinha e que querem matá-la. Possuindo somente uma bolsa com dinheiro, uma troca de roupa, um numero de telefone e a instrução que diz para não contatar a polícia, ela sai em busca de respostas. Em seu pulso há uma tatuagem de um pássaro com o código FNV02198, mas... o que isso significa? Ela está no escuro, sendo perseguida e não pode confiar em ninguém. Sem se recordar do próprio nome, ela inventa um, afinal uma pessoa precisa de um nome. Em meio ao caos, acaba fazendo um amigo, Ben. Ele é gentil e não faz tantas perguntas, ela gosta dele. Mas será que ele é confiável? Ben é bom e eles se dão bem... vale a pena confiar nele?

"---- Meu nome é Ben, por sinal.
[...]
-- Eu sou Sunny - você mente. Parece um nome tão bom quanto qualquer outro. Parece real."

"Sunny" tem, raramente, flashbacks de coisas que viveu em um lugar desconhecido. Nos momentos escassos em que tem vislumbres de seu possível passado, ela vê um jovem que sempre está com ela, seu objetivo é encontrá-lo, talvez ele tenha respostas... Ela vai tentar, a todo custo, descobrir o que aconteceu.

"Então o quarto de hotel surge ao seu redor. Você está de volta, sentada na beirada da cama, e as visões e sons e lembranças se foram."

Anna Carey, durante todo o livro, nos faz mergulhar em um carrossel de suspense, emoções e aventuras, a cada passo nossa protagonista descobre um pouco mais do que aconteceu.

No início, Blackbird pode gerar estranhamento do leitor, pois a narrativa é feita em 2ª pessoa, o que é fora do comum, mas que proporciona uma experiência nova e encantadora, que nos permite entrar na história e vivenciar as sensações, conquistas e derrotas, os sentimentos das personagens. A narrativa é incrível e surpreendente, encantadora e repleta de ação, nos prende até o final. Vale a pena iniciar essa leitura e descobrir junto com nossa protagonista o que está acontecendo, mas cuidado, os segredos podem ser sombrios e talvez você não vai querer saber a verdade...

Título Original: Blackbird

Editora: V&R

Autora: Anna Carey

Número de páginas: 225

Gênero: Ficção - literatura juvenil


0 visualização

©2019 by Só Mais Um Capítulo. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now